UMA VIAGEM pelos AROMAS

Inspirada no próprio hobby, empreendedora criou marca de velas com aromas que remetem a locais e experiências

TEXTO CARINA BRITO

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistapegn.pressreader.com/article/281483574962821

FRONT END - ARTESANAL

Formada em relações públicas, Yasmin Kobayashi, 31 anos, costumava trabalhar organizando eventos para uma plataforma de e-commerce que ensina lojistas a vender online. Apesar de ter aprendido muito sobre empreendedorismo, ela diz que não tinha interesse em abrir seu próprio negócio. “A minha família toda é empreendedora e sempre me incentivou, mas nunca quis”, diz. Em 2020, quando a pandemia foi decretada e os eventos presenciais foram proibidos, ela acabou sendo transferida de área no trabalho. Insatisfeita, pediu demissão em agosto daquele ano. “Minha saúde mental estava muito abalada, e eu precisava fazer algo de que gostasse”, relembra. Na época, uma das suas válvulas de escape foram as velas aromáticas. Depois, em fevereiro de 2021, quando completou 30 anos, ela viajou para um retiro espiritual e aproveitou para refletir sobre o que gostaria de fazer de sua vida. “Foi o momento em que decidi empreender com algo que ajudasse outras pessoas, assim como as velas aromáticas haviam me ajudado”, afirma. Apesar de ter se tornado consumidora assídua do produto, Kobayashi não tinha experiência com sua produção ou com outros trabalhos artesanais. Começou a aprender com tutoriais na internet e foi aperfeiçoando as técnicas à medida que colocava a mão na massa. Vegetariana, ela decidiu não usar nenhum insumo de origem animal. Também dispensou a parafina, por ser originada do petróleo. Dois meses depois, ela fundou a Me.Mo. Como diferencial para a marca, apostou em aromas que remetem a locais ou experiências, tentando “transportar” o consumidor a locais diferentes. A combinação de coco queimado com menta, por exemplo, busca evocar a sensação de estar na praia. Já o mix de manga e maracujá foi pensado para lembrar o Carnaval. Inspirações em destinos específicos, como Galway, na Irlanda, e Kyoto, no Japão, também estão no portfólio. A empreendedora buscou também inovar na identidade visual. “Vejo muitas marcas de velas aromáticas com embalagens minimalistas e quis colocar mais cores nos rótulos para que pudessem ser também um objeto de decoração.” Para o lançamento, Kobayashi investiu nas redes sociais e buscou os aprendizados da época em que trabalhava no e-commerce. “Eu sabia que seria necessário fazer tráfego pago para atrair os compradores”, diz a empreendedora. Além de mostrar os produtos, ela aparecia nos vídeos falando sobre os bastidores da empresa. “Uma marca que só mostra promoção e imagem dos produtos não se destaca mais. Ela precisa criar conteúdo”, ressalta. Além de atender ao consumidor final, a marca fornece os itens a outras pequenas empresas que desejam oferecer as velas aromáticas como brindes com rótulos personalizados. Em um ano de operação, a Me.Mo faturou R$ 150 mil. O plano agora é expandir a linha de produtos com óleos essenciais e chegar aos shoppings de São Paulo. A previsão é faturar R$ 500 mil em 2022.

pt-br