INVESTIMENTO QUE DÁ RESULTADO

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistapegn.pressreader.com/article/282291028814469

DATA BASE - OS NOVOS NEGÓCIOS FAMILIARES

Em 2012, quando ingressou na Transcota, de transporte e logística, o engenheiro de produção Felipe Marçal, 33 anos, encontrou uma organização parada no tempo. Fundada na cidade de Contagem (MG) em 1985 pelo seu pai, Eliseu de Oliveira Cota, 62 anos, a transportadora funcionava da mesma forma, mas 27 anos depois. Não houve investimentos consistentes em tecnologia, os papéis se acumulavam sobre as mesas e temas como ESG sequer eram discutidos. “Éramos quase um dinossauro”, diz Marçal. “Tivemos de fazer uma restruturação geral.” Antes de ingressar na empresa, onde hoje é CEO, Marçal trabalhou numa outra companhia de logística e promoveu mudanças internas. Sabia que era importante a Transcota fazer o mesmo. Aos poucos conseguiu recursos para investir em tecnologia. A implantação de um novo sistema interno deu maior agilidade na comunicação com as filiais de São Paulo e de Parauapebas, no Pará. Em seguida foi a vez das práticas sustentáveis. Os edifícios passaram por reformas e ganharam grandes janelas de vidro para aproveitamento da luz do dia. A água da chuva agora é coletada e utilizada na lavagem de pisos e dos veículos. A economia gira em torno de 30 mil litros de água por mês. A unidade de Parauapebas, por sua vez, se tornou 100% autossustentável graças ao uso de energia fotovoltaica e a captação da água. Marçal comprou ainda dois veículos elétricos e adquiriu duas fazendas para plantio de árvores e compensação das emissões de CO2. “Já neutralizamos 100% das nossas emissões”, comemora. Em 2020 foi criado o comitê de ética e um canal de denúncias que pode ser acionado por funcionários, clientes e fornecedores. A empresa investe todos os anos cerca de 10% do seu faturamento em ESG. No ano passado, enquanto Cota concluía a transição ao filho, a Transcota se tornava uma empresa B, certificação dada às organizações que utilizam suas atividades para o desenvolvimento das comunidades, redução da pobreza e busca de soluções de problemas climáticos. “Hoje meu pai olha para tudo o que construímos juntos e reconhece que nos tornamos uma empresa muito melhor”, avalia Marçal.

pt-br