EVOLUÇÃO QUE VEM COM A TECNOLOGIA

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistapegn.pressreader.com/article/282312503650949

DATA BASE - OS NOVOS NEGÓCIOS FAMILIARES

As novas gerações costumam encontrar resistência das mais antigas quando discutem inovação no negócio da família. É um desafio permanente buscar um consenso. Para Cris Bianchi, especialista em governança familiar e conflitos do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), não há como as novas gerações não serem diferentes das anteriores. “Os mais antigos, que têm o propósito de manter o negócio e, de preferência, sem mudanças, trazem a experiência; e os jovens possuem conhecimento técnico”, afirma. “Os dois lados precisam estar abertos para acolher os valores do outro, pois são complementares.” Por estarem acostumados a lidar com tecnologia, as novas gerações geralmente enxergam com mais facilidade os benefícios que a empresa terá ao adotá-las. Já aqueles que estão há mais tempo no negócio são mais cautelosos e temem fazer altos investimentos em algo que pode não trazer o retorno esperado. Quando entram em acordo, as vantagens são grandes. “As gerações de 1995 para cá são nativas digitais”, diz Adriano Nakamura, do Sebrae. “São multitarefas, têm acesso instantâneo à informação. Isso facilita a transformação digital e a identificação de oportunidades.” A inovação não está só na adoção de novas tecnologias ou na mudança de um negócio analógico para o digital. Está ligada ao lançamento de produtos ou serviços, à expansão e até aos planos de internacionalização. Está também numa startup que revê o seu modelo de negócio e decide pivotá-lo. A mudança de comportamento do consumidor durante a pandemia é outro fator que vem obrigando as empresas a inovar. Muitas anteciparam seus processos de transformação digital ou do próprio modelo de negócio. Foi o que aconteceu, por exemplo, com restaurantes que passaram a oferecer delivery e usar aplicativos. Ou com lojas físicas que começaram a vender seus produtos em sites ou marketplaces. “Quando o jovem consegue fazer investimentos em inovação e obter retorno de rentabilidade e ganhos em processo, ele ganha o respeito e se consolida de vez na empresa da família”, diz Nakamura.

pt-br