DECISÕES SEM CONFLITOS

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistapegn.pressreader.com/article/282329683520133

DATA BASE - OS NOVOS NEGÓCIOS FAMILIARES

O vice-presidente da Chiquinho Sorvetes, Pablo Bernardes de Oliveira, 30 anos, frequenta as instalações do negócio fundado em 1980 pelo pai, Isaías, 62, desde criança. Ele acompanhou todas as fases de crescimento da empresa. A primeira delas foi a entrada dos familiares interessados em ter uma loja, o que provocou um salto de duas para 80 unidades. Em 1998, Isaías desenvolveu uma massa soft que serve de base para todos os sabores da marca. No ano de 2010, a rede adotou a expansão por franquias. A Chiquinho, sediada em São José do Rio Preto (SP), tem hoje mais de 670 unidades, 30% delas nas mãos de familiares. “Nossa empresa cresceu com a força e o esforço da família”, diz Pablo, que assumiu o cargo atual em 2017, aos 25 anos. Mesmo detendo 51% do negócio, Isaías tinha conflitos com os sócios – quatro cunhados e um sobrinho. Por isso decidiu, em 2015, tornar a gestão profissional e estabelecer um modelo de governança. O primeiro passo foi a criação de uma holding familiar, em que cada sócio tem o seu próprio CNPJ. Em seguida houve a estruturação do conselho de sócios para alinhamento de objetivos, apresentação de indicadores, definição de metas e investimentos e identificação de problemas. Os balanços financeiros passaram a ser auditados por consultorias independentes. Alguns setores, como arquitetura, marketing e suprimentos, foram transformados em empresas. Bruna, 33 anos, irmã de Oliveira, comanda a Oca Urbana, que desenvolve projetos de lojas. Agora, os sócios estudam a viabilidade da construção da Cidade Chiquinho, empreendimento que abrigaria todas as empresas do grupo numa área de 250 mil metros quadrados. “Apesar das mudanças e dos novos projetos, conseguimos manter a cultura familiar dentro da Chiquinho”, diz Pablo. Embora as decisões ainda passem pela aprovação do fundador, o vice-presidente implementou mudanças importantes. A frota terceirizada foi substituída por uma própria, com 17 caminhões. Também introduziu um sistema que tornou a comunicação interna mais ágil e transparente e contratou profissionais especializados em Power Bi, de inteligência corporativa.

pt-br