REGRAS CLARAS NA SELEÇÃO

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

2022-05-05T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistapegn.pressreader.com/article/282372633193093

DATA BASE - OS NOVOS NEGÓCIOS FAMILIARES

A falta de critério para o ingresso de familiares na empresa pode colocar em risco sua sobrevivência. O perigo se torna ainda maior quando os cargos de gestão são ocupados exclusivamente ou em sua grande maioria por membros da família, sem que tenham habilidades e competências para tanto. “O primeiro passo para trazer o filho, o neto ou o sobrinho para o negócio é saber se ele realmente quer trabalhar lá”, diz Adriano Nakamura, do Sebrae. “Toda vaga deve ter seu perfil definido, com os pré-requisitos necessários bem claros, para que o empreendedor saiba se seu parente pode ou não assumir essas responsabilidades e responder por elas.” Há casos em que o familiar quer trabalhar na organização da família, tem potencial, mas ainda não está pronto para o desafio. O recomendado, nesses casos, é que se prepare. Pode ser começando como estagiário, fazendo uma especialização ou um intercâmbio internacional, ou ainda trabalhando em outra organização para ganhar experiência e visão de mercado. Na prática, no entanto, o sobrenome tem falado mais alto. De acordo com levantamento realizado pela Fundação Dom Cabral, 85% dos familiares que concluem um curso de graduação vão trabalhar diretamente no negócio. É comum empresas familiares que precisam contratar um profissional do mercado para suprir uma demanda na equipe terem dificuldade para encontrá-lo. Isso se dá, muitas vezes, porque o candidato sabe que as principais posições estão ocupadas por parentes e que as chances de crescimento dentro da hierarquia serão reduzidas. A solução é a criação de regras para a entrada de membros da família, seu desenvolvimento e critérios claros para a escolha daquele que assumirá a empresa no futuro, como nível de conhecimento do negócio, capacidade para solução de problemas, tanto do negócio como de conflitos familiares, identificação de oportunidades e visão de futuro. Vale ainda avaliar se os valores pessoais do sucessor são próximos daqueles que norteiam a empresa e que, na maioria das vezes, são os mesmos do seu fundador.

pt-br