Revista Pequenas Empresas Grandes Negocios

A RETOMADA DOS EVENTOS

Revitalizado e renovado com novas tecnologias e formatos, setor tem boas perspectivas de crescimento em 2024

TEXTO MAURO SILVEIRA FOTOS PC PEREIRA E LIPE BORGES ILUSTRAÇÃO JÔNATAS MOREIRA

O setor de eventos chega ao final de 2023 revitalizado e pronto para crescer no próximo ano. Além de existir uma demanda reprimida, que deve alavancar os negócios em 2024, há sinais de recuperação da economia brasileira: a inflação está relativamente sob controle, e a taxa de juros um pouco menor em relação aos anos anteriores.

A estimativa é que, neste ano, as empresas do setor registrem faturamento de R$ 76,6 bilhões. Isso representa um aumento de 13,6% em relação a 2022, quando foram computados R$ 67,4 bilhões, segundo a Abrape (Associação Brasileira dos Promotores de Eventos).

Quem atua nessa área demonstra otimismo em relação ao futuro. “A principal natureza dos eventos é a possibilidade de trocar, compartilhar e fazer contatos”, afirma Daiane Batista de Jesus, pesquisadora e professora de especialização de gestão de negócios, que avalia uma tendência maior de encontros presenciais.

Trata-se de um alívio para um segmento que fatura em média R$ 300 bilhões anuais e que sofreu no início da pandemia com o cancelamento generalizado de congressos, festas, feiras e shows. Da noite para o dia, 6,4 milhões de profissionais de mais de 640 mil empresas foram obrigados a interromper suas atividades. Tiveram que se reinventar para sobreviver diante de um amanhã incerto.

Muitos encontraram a tábua de salvação na onda de lives que se seguiu ao isolamento social. “A pandemia devastou o setor no começo, mas, ao mesmo tempo, contribuiu para sua maior profissionalização”, pondera Elisson Ferreira, secretário da Abrape.

“Um grande número de pessoas precisou sair da informalidade e se adaptar ao uso de tecnologias de ponta para atender às demandas do mercado por eventos online que proporcionassem ao público experiências imersivas e marcantes”, diz o especialista.

TECNOLOGIA VIRA ALIADA

Uma das principais mudanças que surgiram durante a pandemia foram os eventos híbridos. Sua grande vantagem é proporcionar a participação de um público maior e que está distante de onde tudo acontece.

Para empresas que desejam divulgar suas marcas para mais pessoas, é uma oportunidade que não pode ser menosprezada. O desafio é fazer com que essa experiência seja tão significativa quanto a proporcionada àqueles que estão no local. E nisso a tecnologia vem sendo uma aliada.

Recursos como IA (inteligência artificial) e realidade virtual, entre outros, possibilitam um envolvimento maior de quem acompanha tudo pela tela do celular ou do computador, com apresentações interativas e personalizadas, demonstrações virtuais de produtos,

SUMÁRIO

pt-br

2023-11-03T07:00:00.0000000Z

2023-11-03T07:00:00.0000000Z

https://revistapegn.pressreader.com/article/281741274123503

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.